Compilação de Magno Malta resume fraudes da Era PT


Na TVeja:
“O colunista Felipe Moura Brasil, na véspera de sua entrevista na TVeja com Magno Malta (PR-ES), edita como aperitivo os melhores discursos do senador contra as mamatas petistas. Assista!”

PGR quer Paulo Bernardo preso



A Procuradoria Geral da República vai recorrer da decisão de Dias Toffoli que revogou a prisão de Paulo Bernardo, informa O Globo.
Os procuradores afirmaram que “farão esforços” para derrubar a decisão.
O recurso será julgado pela segunda turma do STF.
Esperemos o pior.

VERMELHOS ARMAM ESBOSCADA PARA JANAÍNA PASCHOAL

A PF trabalha arduamente e investiga. O juiz manda prender! Aí vem Dias Toffoli e manda soltar





O juiz Paulo Bueno de Azevedo [que mandou prender 11 pessoas por tempo indeterminado, entre elas o ex-ministro Paulo Bernardo (PT)] disse discordar sobre a decisão do ministro do STF, Dias Toffoli

De acordo com o juiz Azevedo, se prevalecer a tese de Dias Toffoli, a prisão preventiva só será aplicada “aos pobres”.
No despacho, Bueno de Azevedo disse que não concorda com a decisão de Dias Toffoli, porém é obrigado a acatá-la.

“Obviamente irei acatar, porém respeitosamente discordo, continuando a achar que a expressiva quantia de dinheiro não localizado pode sofrer novos esquemas de lavagem, ao menos por ora.”
Azevedo também faz uma crítica discreta à “doutrina” invocada por Dias Toffoli de que a prisão preventiva só seria aplicável em caso de “crimes violentos, no mais das vezes cometidos apenas por acusados pobres”.

“Resguardo, pois, o meu posicionamento pessoal, aqui manifestado em homenagem à minha independência judicial.”

DIAS TOFFOLI, O MINISTRO DO PT, CONCEDE HABEAS CORPUS PARA PAULO BERNARDO.


    O ministro petista Dias Toffoli com Dilma e acima a prisão de Paulo Bernardo: o corrosivo         processo de desmoralização do Supremo Tribunal Federal (STF).




O ministro José Antonio Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou nesta quarta-feira a revogação da prisão preventiva do ex-ministro Paulo Bernardo (PT). Em sua decisão, o magistrado considerou que a detenção do petista foi um "flagrante constrangimento ilegal" e, por isso, concedeu habeas corpus de ofício em favor do ex-chefe do Planejamento e das Comunicações nos governos Lula e Dilma. Embora tenha acolhido pedido da defesa de Bernardo, Toffoli rejeitou suspender as investigações da Operação Custo Brasil, como queriam os advogados.
No processo, os defensores pediam ainda que, quando analisar o mérito do pedido, o Supremo determine que a apuração contra o ex-ministro também transcorra sob supervisão do STF, já que a Polícia Federal, ao longo das investigações, vincula a atuação do petista ao de sua esposa, a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR). Como parlamentar, Gleisi tem direito a foro privilegiado e, na avaliação da defesa, atrairia o caso para Brasília.
A tese dos advogados de defesa é a de que a Operação Custo Brasil "atinge diretamente" Gleisi Hoffmann, que frequentemente nas investigações é relacionada a Paulo Bernardo no esquema de cobrança de propina por meio da empresa Consist. "Se a investigação atribui ao reclamante [Paulo Bernardo] praticar fatos em concurso com quem ostenta foro por prerrogativa, é direito seu, em face do devido processo legal, pleitear que o inquérito tramite em seu juízo natural, ou seja, perante o Supremo Tribunal Federal", dizem os advogados.
Paulo Bernardo é alvo do primeiro desdobramento da Operação Lava Jato em São Paulo. As investigações apontam o pagamento de propina de até 100 milhões de reais em contratos de prestação de serviços de informática no Ministério do Planejamento. Um mandado de busca e apreensão foi cumprido na casa da senadora Gleisi Hoffmann.
"A investigação trata Paulo Bernardo e Gleisi Hoffmann sempre, invariavelmente, como coautores dos mesmos fatos, buscando claramente caracterizar uma espécie de permanente e indivisível 'concurso necessário' entre eles, (...) o que leva à atração do feito ao Egrégio Supremo Tribunal Federal, por força da prerrogativa de foro da Senadora da República", disse a defesa no recurso apresentado ao STF.
Investigadores da força-tarefa que combatem o escândalo do petrolão já haviam encontrado indícios de que o casal Gleisi-Paulo Bernardo foi beneficiário de dinheiro sujo movimentado no escândalo do petrolão pela empresa Consist. As suspeitas ganharam força depois de a Polícia Federal e o Ministério Público terem rastreado as movimentações do advogado e ex-vereador Alexandre Romano, conhecido como Chambinho e delator da Lava Jato. O MP diz que Bernardo embolsou 7 milhões de reais em propina. Do site de Veja

Vídeo – “PT achou que Brasil era deles. Se fosse nos EUA, não tinha um fora da cadeia”


Depois de pressionar Marcel Mascarenhas dos Santos, procurador do Banco Central que depôs nesta quarta-feira na comissão do impeachment como testemunha de defesa de Dilma Rousseff, Ataídes Oliveira (PSDB-TO) condenou a omissão (ou acobertamento) do BC em não registrar como dívidas os financiamentos obtidos ilegalmente dos bancos estatais pelo governo do PT, o que fez a contabilidade destrutiva (ou fraude fiscal) demorar mais tempo para ser descoberta.
“O PT achou que o Brasil era deles”, resumiu o senador. “Se o PT estivesse nos Estados Unidos, não tinha um fora da cadeia.”

Assista.


BREXIT, O FILME! DEVASSA A UNIÃO EUROPEIA E REVELA AO MUNDO O DIABÓLICO PLANO PARA ESCRAVIZAR TODA A POPULAÇÃO MUNDIAL.



Um atento leitor deste blog providencialmente postou o link para o vídeo acima. É imperdível! Todo legendado em português e de altíssima qualidade de imagem, som e legendas. Mas o principal é o seu conteúdo. Jamais vocês verão este filme nas grandes redes de televisão e muito menos das redes de cinema. O filme mostra tudo sobre o denominado Brexit, ou seja a saída do Reino Unido da União Europeia.

Mas não é só isso. O filme devassa tudo. Vocês vão ver que a despeito de não estar na Europa onde estive apenas duas vezes às vésperas da entrada em vigor da moeda única, o Euro, tudo o que tenho escrito sobre o Brexit bate com a realidade dos fatos. Mas neste filme vocês verão muito mais. É algo impressionante, aterrador, de fazer inveja a qualquer despotismo do passado. A única diferença talvez seja a forma asséptica, sofisticada e luxuosa daquele viveiro montado em Bruxelas, onde burocratas arrogantes e perversos decidem como devem viver as populações de 28 países europeus. Agora 27, com a saída do Reino Unido.

Nem Hitler e nem Stalin sonharam com tal façanha. A diferença entre o totalitarismo da União Européia é aparentemente incruento. Eles terceirizam a eliminação dos que reagem às milícias islâmicas. Tanto é que há pouco tempo foram publicadas em séries fotografias de terroristas islâmicos degolando brancos ocidentais. E isto se deu em profusão por meia da grande mídia internacional. Reparem que sempre que noticiaram as degolas em nenhum momento algum censuraram o ato horrendo e criminoso contra brancos ocidentais. Lembro por exemplo, que a Folha de S. Paulo, à época, publicou uma matéria de um hipster bundalelê que mantém como correspondente na Europa, uma matéria que relativizava a degola dos ocidentais pelos jagunços islâmicos. 

O que o povo inglês em sua maioria acaba de fazer nesse referendo haverá de entrar para a história, da mesma forma quando os súditos do rei inglês limitaram o seu poder fundando o constitucionalismo moderno. 
Estamos portanto perante uma mudança geopoliíica de nível global. Os jornalistas a soldo do movimento comunista do século XXI podem espernear, podem mentir, podem tergiversar. Mas serão massacrados pelos fatos que estão sendo exposto por meio da internet, mormente pelas redes sociais e blogs e sites independentes. Mais adiante esses vagabundos mentirosos da grande imprensa nacional e internacional serão execrados em praça pública. Esses imorais e mentirosos serão hostilizados nas ruas, nos bares, nos restaurantes como tem ocorrido com a bandalha do PT. Não poderão colocar nas ruas os seus focinhos sujos.

Portanto, não deixem de ver este filme. Usem as redes sociais para divulgá-lo. Vamos viralizar este vídeo, vamos mostrar para as pessoas a verdade que os jagunços comunistas da grande mídia escamoteiam. 
TOTALITARISMO DISSIMULADO 
A postagem do vídeo no Youtube e a tradução e colocação das legendas é de Matias Pasqualotto. Ele também acrescenta às postagem um texto em que chama a atenção do leitor/telespectador sobre o fato de que a União Europeia não é uma experiência restrita à Europa. Ela é um modelo, um paradigma, para ser aplicado em todo o planeta. Claro, o Mercosul e a Unasul são os embriões desse sistema totalitário aqui na América do Sul. Leiam:
BREXIT O FILME mostra o perigo de fazer parte da UE. É seguro dar a um governo remoto além do nosso controle o poder de fazer leis? É seguro para nos amarrar a países que estão perto de ruína financeira, à deriva para um extremismo político assustador, e que sofrem de longo prazo, o declínio econômico auto-infligido?
BREXIT O FILME mostra o lado da UE que não querem que a gente veja: a burocracia se auto-servindo, o cinismo político, a falta de prestação de contas, as regalias, o desperdício, o nepotismo, a corrupção.
BREXIT O FILME destaca o perigo de se tornar um prisioneiro em uma provinciana e retrógrada "Fortaleza Europa". E explora as oportunidades emocionantes que se abrem para nós quando olhamos para além dos estreitos limites da UE.
BREXIT O FILME olha para o futuro, argumentando com força e persuasão que é mais seguro e mais sábio viver em um país que é livre, independente, auto-governado, confiante e global.
Reflita e faça um paralelo com a situação vivida no Brasil. Faz parte dos objetivos do FORO DE SÃO PAULO juntamente com o PT criar a PÁTRIA GRANDE, representada oficialmente hoje pela a UNASUL e com respaldo das piores ditaduras e as democracias mais frágeis da América Latina (Venezuela, Bolívia, Equador, Uruguai). É discutido abertamente por representantes dessas organizações a intenção de criar um PARLAMENTO SUL-AMERICANO. Como seria para o Brasil receber ordens de um parlamento longe do nosso país e que não presta contas a nenhum eleitor?