POR BEM OU POR MAL - CGU DEVASSA VIDA DE SERVIDORES DA PETROBRAS AUDITORIA ORIENTA SERVIDORES A OFERECER SIGILOS PARA NÃO VÊ-LOS QUEBRADOS

Diário do Poder
O pânico se estabeleceu nas principais diretorias da Petrobras, sobretudo as enroladas na roubalheira do Petrolão (Abastecimento, Serviços, Gás e Energia, entre outras): auditores da Controladoria Geral da União (CGU) notificaram os funcionários a oferecerem voluntariamente a quebra do sigilo bancário referente aos últimos sete anos. A CGU quer examinar até a evolução patrimonial de cada um.
Além da quebra de sigilo bancário, funcionários que fizeram viagens internacionais, mesmo em férias, terão de explicar cada uma delas.
Os funcionários não são obrigados a abrir mão do sigilo bancário, mas quem não o fizer ficará sujeito a vê-lo quebrado na marra, na Justiça.
O problema é que os bancos alegam dispor apenas de extratos bancários de até três anos, e a CGU não abre mão dos sete anos.
A CGU parece haver renovado a motivação após o anúncio da saída do ministro Jorge Hage, velho e disciplinado militante do PT. Leia mais na Coluna Cláudio Humberto.

Continue lendo aqui>>>…

Blogueira cubana Yoani Sánchez lamenta "vitória do castrismo"



A ativista cubana Yoani Sánchez lamentou nesta quarta-feira (17) areaproximação entre os governos do seu país e dos Estados Unidos, que culminou com a libertação do norte-americano Alan Gross, e a qualificou como uma vitória do regime da ilha.
"O castrismo venceu, ainda que Alan Gross tenha saído vivo de uma prisão que poderia se tornar o seu túmulo. No jogo da política, os totalitarismos sempre conseguem se impor sobre as democracias", escreveu a blogueira dissidente no site "14 y medio".
Yoani se pronunciou antes mesmo dos esperados discursos dos presidentes Raúl Castro e Barack Obama. A libertação de Gross deve ser compensada pela soltura de três dos cinco cubanos que haviam sido presos nos Estados Unidos sob a acusação de espionagem.
Os beneficiados pela medida são Gerardo Hernandez, Ramón Labaniño e Antonio Guerrero. Os outros dois, Fernando e René González, já estão livres.

Continue lendo aqui>>>…

JAMAIS PEDIREI DESCULPAS À DEPUTADA MARIA DO ROSÁRIO."

NOTA À IMPRENSA: "JAMAIS PEDIREI DESCULPAS À DEPUTADA MARIA DO ROSÁRIO."



Continue lendo aqui>>>…

PSDB vai à Justiça pedir cassação do próximo mandato de Dilma


O PSDB decidiu apresentar hoje ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) uma Ação de Investigação Judicial Eleitoral para pedir a cassação do próximo mandato de Dilma Rousseff por abuso de poder político na campanha. Um dos exemplos citados para justificar a representação será a suspeita de que os Correios favoreceram a entrega de material gráfico da candidatura petista. A ação precisa ser apresentada antes da diplomação da petista, que está marcada para amanhã.

Destinatário Esse tipo de ação é de competência do corregedor-geral eleitoral, o ministro João Otávio de Noronha, conhecido por ter boas relações com o PSDB.
3 em 1 A nova ofensiva tucana no TSE inclui ainda representação por irregularidades no financiamento de campanha e Ação de Impugnação de Mandato Eletivo.

Preventivo O PSDB, que vem dizendo que não incentivará movimentos pelo impeachment de Dilma, quer ter com essas ações uma carta na manga para, caso se comprove ligação das contas da campanha com o escândalo da Petrobras, pedir a cassação.

Continue lendo aqui>>>…

A governadora sumiu


Por Bernardo Mello Franco- Colunista da Folha

BRASÍLIA - "Ela deixou a bagunça para trás e sumiu. Vou tomar posse no escuro". O protesto é do futuro governador do Maranhão, Flávio Dino (PC do B). Eleito com 64% dos votos, ele está preocupado com o buraco nas contas do Estado. Terá que esperar até o próximo dia 1º para descobrir o tamanho das dívidas. Sua antecessora, Roseana Sarney (PMDB), renunciou na semana passada para não dar posse ao rival.
"Vamos ter que trocar os trilhos e botar o trem para andar ao mesmo tempo", reclama Dino, um ex-juiz federal de 46 anos, que se elegeu com a promessa de dar fim ao reinado de cinco décadas da família Sarney.
O novo governador diz que já esperava uma transição difícil, mas está surpreso com a falta de informações básicas sobre o caixa estadual. Faltam números sobre contratos, repasses a prefeituras e pagamentos a funcionários terceirizados.
"Estão interrompendo os pagamentos na área da saúde, que não tem concurso público há cerca de 20 anos. A dívida com os precatórios está explodindo, e a gente não sabe o que vai ser quitado e o que vai ficar para o ano que vem", afirma Dino.
Pelo "Diário Oficial", a equipe do novo governo fica sabendo de medidas como a renovação de contratos que só venceriam em 2015. "É uma atitude pueril de sabotagem", reclama o próximo governador.
No discurso de despedida, Roseana disse que renunciou por motivos "estritamente pessoais, sem qualquer conotação de ordem política ou de qualquer outro interesse". Fez elogios à própria gestão e afirmou que o Maranhão "voltou a trilhar um novo caminho de crescimento", embora o Estado ainda tenha o segundo pior resultado do país no Índice de Desenvolvimento Humano da ONU. "Saio com a certeza do dever cumprido", concluiu a ex-governadora.
Para Dino, a transição foi apenas um dos deveres que ficaram pelo caminho. "Eles achavam que o governo seria eterno e que esse momento nunca iria chegar", critica

Continue lendo aqui>>>…

"Clube Militar pede medidas judiciais contra Comissão da Verdade"



Após analisar o relatório final da Comissão Nacional da Verdade (CNV), o Clube Militar divulgou novo texto para seus associados no qual pede medidas judiciais contra os "crimes" cometidos pela comissão. Intitulado Uma Mácula a ser Limpa e assinado pelo general da reserva Gilberto Rodrigues Pimentel, o texto diz que o documento da CNV envereda pela calúnia e difamação ao apontar nomes de militares que, segundo a comissão, teriam cometido crimes contra humanidade, como sequestro e tortura, considerados imprescritíveis pelo direito internacional.


"Há no seu conteúdo muitas pessoas, mortas e vivas, que em momento algum tiveram os seus nomes vinculados a qualquer evento que pudesse levá-los a estar nesse relatório leviano", afirmou o general da reserva. Entre os citados como "injustiçados" da "malfadada lista", estão o general Castelo Branco, que governou o País entre 1964-1967, e o brigadeiro Eduardo Gomes, "simplesmente o patrono da Força Aérea Brasileira".

Continue lendo aqui>>>…

MARIDO DA GRACIOSA FATUROU R$ 614 MILHÕES NA PETROBRÁS

(foto) Graça Foster

Por Jorge de Oliveira - Diário do Poder

Brasília – Não adianta só tirar o sofá da sala, exigir a expulsão de toda diretoria da Petrobrás e botar um monte de gente na cadeia. O Brasil vai continuar sendo dilapidado enquanto o governo petista estiver no poder. A Dilma está cada dia mais atolada nos escândalos. Criar factoides como o da Comissão da Verdade na tentativa de tirar a corrupção das manchetes, agora que a lama chegou na sala principal do Planalto, também é paliativo. A presidente não pode negar, por exemplo, que não é da sua responsabilidade a nomeação de Graça Foster para a Petrobrás, uma dirigente que se mostrou incompetente e desastrada no comando da empresa. No período de dezembro de 2010 a dezembro deste ano, Foster conseguiu até então o inimaginável:  desvalorizou a Petrobrás em 80,4%. Além disso, ainda mentiu cinicamente na CPI quando disse desconhecer as falcatruas na empresa, agora desmascarada pela ex-gerente Venina Velosa da Fonseca que diz que ela foi informada de tudo por mensagens na internet.
 Graça, que é chamada carinhosamente de Graciosa pela presidente, conheceu a Dilma quando ela exercia o cargo de secretária de Energia do Rio Grande do Sul, quando ambas cuidaram do gasoduto Bolívia/Brasil (Gasbol), parceria que envolveu a BP e a Shell. De lá pra cá viraram amigas e confidentes.  Dilma também é amiga de Colin Vaughan Foster, marido de Graciosa, de quem herdou o sobrenome. Colin é figura carimbada  na Petrobrás. Frequenta com  intimidade e desenvoltura os gabinetes dos diretores no suntuoso prédio da Avenida Chile, no Rio. Só nos últimos três anos, a C. Foster assinou 43 contratos com a estatal, dos quais 20 sem licitação para fornecer componentes eletrônicos para a área de tecnologia, exploração e produção.
 Graça Foster, se sair amanhã da Petrobrás por causa dos escândalos, não tem do que se queixar. Além de gozar de todos os benefícios de uma rica aposentadoria com direito a bônus e salário integral, ainda terá uma vida confortável ao lado de Foster. A empresa do maridão, a C. Foster Serviços e Equipamentos faturou 614 milhões com a Petrobrás nos 43 contratos assinados.
 Colin circula livremente pelos corredores da empresa apresentando-se como marido de Graciosa. Faz lobby em todos os setores e a sua empresa alimenta uma série de outras que formam um cartel no fornecimento de equipamentos. O casal é íntimo da presidente. Ao nomeá-la, Dilma sabia dos interesses de Colin dentro da Petrobrás e dos contratos da sua empresa. Mas nada disso pesou na escolha. Não pesou, inclusive, que se tratava de uma imoralidade, uma vergonha, uma aberração que só acontece numa republiqueta de bananas como a nossa.
 Por isso, minhas senhoras e meus senhores, não adianta tirar apenas o sofá da sala. Precisamos, isso sim, extirpar o câncer da corrupção que corrói as nossas estatais, hoje ocupadas por sindicalistas incompetentes e despreparados fincados em cargos estratégicos do governo.
 Os depoimentos na Justiça já apontam indícios do envolvimento da Dilma nos escândalos da refinaria de Pasadena, no Texas, quando esteve à frente do Conselho da Petrobrás. Agora, mostra sua conivência com a Graciosa e com toda patifaria na Petrobrás, como acusou o doleiro Youssef. Portanto, diante de tanto descalabro, não podemos continuar varrendo mais a sujeira para debaixo do tapete. Precisamos tirar o tapete, o sofá e descontaminar a sala. E o caminho, depois, é um só: o impeachment da Dilma.

Continue lendo aqui>>>…

  ©Template Blogger Elegance by Dicas Blogger.

TOPO