O ENCOSTO DE MACUMBA: Lula acusa Alckmin pela crise da água em SP, mas ignora a inacabada transposição do São Francisco



Óleo de peroba – Preocupado com a possibilidade cada vez maior de o PT ser derrotado na eleição presidencial que se avizinha e ter seus escândalos dissecados por um adversário político, o ex-presidente Luiz Inácio da Silva volta a colocar as mangas de fora depois de um período de recolhimento estratégico. As pesquisas eleitorais mostram que as chances de Dilma ser reeleita diminuem a cada dia, não apenas por causa do seu fraco desempenho como governante, mas principalmente pelo agravamento da crise econômica que começa a soar no bolso da população.
Sem saber com o reverter esse quadro, Lula, o lobista malandro, voltou a apelar para o “non sense” em suas incursões nas campanhas de alguns companheiros de legenda, começando pela de Alexandre Padilha, que continua empacado em 4% de intenções de voto na corrida ao Palácio dos Bandeirantes, sede do Executivo paulista e sonho longevo da “companheirada”.
Acostumado a se agarrar ao besteirol, Lula disse recentemente que o “ódio das elites” à presidente Dilma, principalmente no estado de São Paulo, é uma forma de preconceito em relação às mulheres. “Não imaginava que o preconceito contra a mulher era tão forte”, disse Lula ao lado de Padilha e do presidente nacional do partido, Rui Falcão.
Lula é tão abusado, que não sem preocupa em balbuciar sandices. Para mostrar à obtusa plateia, na última sexta-feira (18), que não tem limites quando o assunto é mesclar mentira com invencionice, Lula disparou: “Eles não gostam de nós porque aprendemos a andar de cabeça erguida e não vamos abaixar mais”.
O ex-presidente tem o direito constitucional de externar seu pensamento, mesmo que embalado pela mitomania, mas não é possível que Lula creia que os petistas têm motivos para andar de cabeça erguida depois de tantos escândalos de corrupção, muitos dos quais ainda submersos. A crescente rejeição ao PT se deve aos escândalos e à incompetência dos ocupantes do Palácio do Planalto, que em pouco mais de dez anos conseguiram a proeza de arruinar a economia nacional, sem qualquer perspectiva de melhora no curto prazo.
Como seu conhecido besteirol não tem limite, Lula, na tentativa de incensar mais um dos seus postes políticos, Alexandre Padilha, atacou o governador de São Paulo, o tucano Geraldo Alckmin, por conta da crise no abastecimento de água na capital paulista. “Não sei quantos banhos por dia toma o governador, mas na periferia o povo não tem água para beber, nem para lavar louça”, disse o petista, ciente de que se trata de mais um desvario discursivo que regurgita sobre a parcela desavisada da população.
Que Lula é um delinquente político todos sabem, mas causa estranheza a pasmaceira que toma conta da campanha de Geraldo Alckmin, candidato à reeleição. Os “alckmistas” assistem silenciosamente a esse espetáculo pífio e degradante, como se o palavrório de Lula fosse verdadeiro e consistente. O problema que se abate sobre o sistema Cantareira, responsável pelo fornecimento de água para aproximadamente 6 milhões de moradores da cidade de São Paulo, é decorrente não apenas da falta de chuva, mas de mudanças climáticas sérias e que não serão solucionadas tão cedo.
A situação é tão grave, que até mesmo a geração de energia elétrica está sobre o fio da navalha por causa da estiagem que afeta algumas usinas hidrelétricas. Tanto é assim, que a presidente Dilma Rousseff, que também busca a reeleição, deixou de usar o tema para estocar seus adversários na corrida presidencial.
Se o objetivo de Lula é provocar polêmica, não custa lembrar que o ex-presidente inaugurou, com pompa e circunstância, a inacabada transposição do Rio São Francisco, obra que em alguns trechos serve como pasto para cabras e bodes. Enquanto Lula incluiu essa inauguração em seu vergonhoso currículo, que mais parece folha corrida, muitos nordestinos continuam morrendo de sede.
Resta saber se os tucanos continuarão aceitando as mentiras de Lula ou colocarão esse bandoleiro da política nacional em seu devido lugar, até porque o brasileiro não mais suporta tantos absurdos. AQUI

Continue lendo aqui>>>…

Entendi: o primeiro mandato de Dilma foi só a fase “Escolinha do Professor Raimundo”! Ela promete corrigir os erros se for reeleita!

Chico Anysio na pele do professor Raimundo: Dilma chegou ao Palácio sem passar pela Escolinha…


POR REINALDO AZEVEDO - VEJA ONLINE
Leio uma reportagem muito impressionante na Folha, de autoria de Valdo Cruz. Ela informa que “Dilma promete a aliados que corrigirá erros se for reeleita”. Ah, bom! Entendi! Então o país deveria franquear um segundo mandato a Dilma para lhe dar a chance de consertar as besteiras feitas no primeiro por… Dilma! É um modo de ver as coisas.
O texto informa ainda que os assessores listam aqui e ali os, digamos, errinhos que foram cometidos. Um deles, coisa pouca, é o de setor elétrico, com a redução das tarifas — e suponho que entre no rol de bobagens a antecipação das concessões. Não é nada, não é nada, a nossa governanta praticamente quebrou um setor. E teve de injetar alguns bilhões de recursos púbicos para tentar minimizar o estrago. Mas ora vejam: ela parecia tão segura, não é mesmo? Procurem neste blog os posts que trazem a expressão populismo elétrico. E eu, obviamente, não sou da área! Nove entre dez especialistas alertavam para a bobagem. Mas sabem como é… A ignorância é sempre mais convicta do que a sabedoria porque não tem medo de errar. E Dilma já demonstrou que não tem nenhum.
Ah, claro! O PT agora diz que foi, sim, um erro represar as tarifas. Se Dilma for reeleita, não acontece mais. Ok. Não estivessem, no entanto, represadas, e tudo o mais constante, em que patamar estaria a inflação? Afinal, o governo não avançou contra o caixa da Petrobras, por exemplo, porque repudie aumentos de combustíveis, mas porque estava dando um jeito de conter o índice inflacionário.
E a coisa vai por aí. Há também quem reclame das desonerações, que teriam agredido a saúde fiscal do governo, sem que os incentivos tenham resultado em crescimento da economia. Em suma, Dilma promete não repetir mais as barbeiragens que fizeram o Brasil conjugar uma inflação que flerta com os 7%, um crescimento abaixo de 1% e juros nos cornos da Lua: 11%.
Acho que estou começando a entender. A Presidência da República, para Dilma, nos primeiros quatro anos, foi uma espécie de “Escolinha do Professor Raimundo”. Ela estava lá para aprender a governar. Um errinho bilionário aqui, outro ali… Mas, doravante, ela jura fazer tudo certo. Sempre há o risco de que alguém acredite nisso, não é mesmo?
Os petistas e a própria presidente já deixaram claro que têm também outra agenda caso conquistem mais quatro anos: a reforma política, que o partido quer que seja feita por meio de uma Constituinte exclusiva, combinada com decisões plebiscitárias. Uma das teses mais caras ao partido é o financiamento público de campanha — o que está para ser concedido, na prática, pelo Supremo, por via cartorial.
Se e quando isso acontecer, grandes partidos, como o PT, terão a grana de que precisam para se financiar fornecida pelo próprio Estado. A legenda nem mesmo precisará fazer suas juras de amor à economia de mercado para conseguir alguns milhõezinhos para a campanha eleitoral. Estará mais livre. E, nesse caso, negociar o quê, com quem e pra quê? O financiamento público permitirá aos partidos atuar como instâncias autocráticas.
Um dos setores que estão na mira da presidente e dos petistas é o empresariado. Ela pretende reconquistá-lo. Bem, quem quiser que caia na conversa, não é mesmo? Estou enganado ou a ação estrepitosa mais recente da nossa soberana foi enviar um decreto que entrega parte da administração pública federal a “conselhos populares”?
Sim, sim… Alguns dirão que o que vai a seguir é um reducionismo, mas tomem como medida as ações dos movimentos de sem-teto ou de sem-terra, por exemplo. Ou bem se governa com a lei, ou bem se governa com os tais “movimentos sociais”. Avaliem vocês com que lado está a chance de um futuro virtuoso para o Brasil, muito especialmente para os pobres. Num caso, tem-se uma sociedade paralisada por minorias radicalizadas e corporações de ofício; do outro, a previsibilidade das regras, democraticamente pactuadas.
Atenção! As disposições subjetivas de Dilma, à boca da urna, não têm a menor importância. A questão é o que ela representa e o que quer o seu partido.
Por Reinaldo Azevedo

Continue lendo aqui>>>…

AÉCIO: APURAÇÃO SOBRE AEROPORTO DE MG É OPORTUNA ELE QUER O MP INVESTIGANDO OBRAS DO AEROPORTO EM TERRA DE SEU PARENTE

Tucano não quer que “se deturpem fatos” sobre obras. Foto: Douglas Magno/Estadão Conteúdo

Belo Horizonte - O senador e presidenciável do PSDB, Aécio Neves (MG), afirmou nesta segunda-feira, 21, que considera “bom” e “uma ótima oportunidade” o Ministério Público Estadual (MPE) de Minas Gerais abrir investigação a respeito da reforma de um aeroporto em Cláudio, na região central do Estado, que funciona em propriedade que era de um parente seu. O tucano negou irregularidade na obra, custeada pelo governo mineiro, e afirmou que não é aceitável que “se deturpem fatos” por causa da “proximidade do processo eleitoral”.
“Como alguém em sã consciência é capaz de achar ser possível um governo ou qualquer órgão público realizar um investimento público, numa área privada, um investimento público a partir de processo licitatório e ampla comunicação”, disse. “Acho que qualquer órgão que tenha qualquer dúvida em relação a qualquer ação do governo deve investigar no limite de suas prerrogativas. O homem público tem que estar sempre pronto para dar explicações. Estarei sempre pronto para dar esclarecimentos. O que não podemos deixar é que em razão da proximidade do processo eleitoral se deturpem fatos”, completou.
A obra no aeroporto, no valor de quase R$ 14 milhões, foi realizada em 2010, no fim de seu segundo mandato como governador de Minas. Denúncia publicada pelo jornal Folha de S.Paulo mostrou que o controle do aeroporto é feito por um primo de Aécio, que tem a chave do cadeado para a pista de pouso. “Se isso ocorre é um equívoco. É uma área pública. Foi feita desapropriação em desfavor do proprietário, que não aceitou e até hoje reivindica na Justiça um valor maior”, ressaltou o senador, segundo o qual “a prefeitura é responsável” pelo controle do acesso ao aeroporto.
De acordo com o tucano, a obra foi feita “levando em conta os interesses de uma região” que está “em expansão” e da “demanda de uma comunidade que hoje cresce de forma extraordinária”, alegou. Cláudio, que tem 27,3 mil habitantes segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), fica a 55 quilômetros por estrada de Divinópolis, onde já há um aeroporto. Mas, segundo Aécio, o município onde fica a área desapropriada é um “centro industrial importante” onde funcionam “mais de 300 fundições”. “Sei que vamos enfrentar incompreensões. O que está em jogo e o que eu represento hoje é uma mudança estrutural do País”, salientou o senador, durante visita ao Santuário de Nossa Senhora da Piedade, em Caeté, na região metropolitana de Belo Horizonte, tradição iniciada por seu avô, o ex-presidente Tancredo Neves. (Marcelo Portela e Suzana Inhesta/Agência Estado)

Continue lendo aqui>>>…

VOU VOTAR NO AÉCIO MAS..


Por Enio Mainardi
-- Ele nunca denunciou as urnas eletrônicas fraudáveis.

-- Não deu um pio sobre os empréstimos à Cuba, Venezuela, Angola e países da África sob tiranias corruptas.

-- Ficou quieto no caso dos 50 mil haitianos solteiros e em idade militar que aqui chegaram ganhando imediatamente passaportes brasileiros.


-- Nem sobre as fronteiras do Brasil com a Bolívia, de onde foram retirados os contingentes do Exercito Brasileiro.


-- Os roubos acintosos, despudorados na Copa da Corrupção.
-- A lei da Dilma, que quer enfraquecer os poderes do Congresso, fazendo valer paralelamente "instituições" como o MST e sindicatos pelegos.

-- As bolsa-família, utilizadas como instrumento de subjugação política.

-- O Marco Zero, que ameaça a livre manifestação de opinião na mídia virtual, especialmente o facebook e o twiter.
-- O BNDES que suga nossa economia, desviando os recursos para financiamentos de cunho político

-- O Foro de São Paulo e suas nefastas consequências
-- A visita de Raul Castro e do Maduro à Dilma Rousseff

-- A formação do BRICs
-- O aparelhamento maciço dos orgãos governamentais, por petistas e etc ...São tantos os temas invisíveis


 E O AÉCIO NUNCA ABRIU A BOCA PARA DAR SUA OPINIÃO SOBRE A GUERRA QUE ESTÁ ACONTECENDO EM GAZA.
Fala Aécio, que o povo te escuta! 

Nós, que vamos votar no Aécio, CONTRA O PT, precisamos ouvi-lo tratando até de temas politicamente delicados - mas que servirão para definir sua posição frente eleitorado. Esperamos um pensamento firme, palavras duras, e atitudes desassombradas.

Continue lendo aqui>>>…

INACREDITÁVEL, É SÓ NO BRASIL: PARA WYLLYS, AVIÃO DA MALAYSIA PODE TER SOFRIDO ‘ATAQUE HOMOFÓBICO’ ESTA É A EXPLICAÇÃO DE JEAN WYLLYS PARA QUEDA DE AVIÃO

Deputado Jean Wyllys (Psol-RJ). Foto: Divulgação



O deputado Jean Wyllys (Psol-RJ) causou alvoroço nas redes sociais ao levantar a hipótese de que o Boeing-777, da Malaysia Airlines, foi, na verdade, vítima de um “ataque homofóbico”. O avião caiu na Ucrânia, na região de Donetsk, após ser atingido por um míssil. O voo saiu de Amsterdã, na Holanda, e seguia para Kuala Lumpur. Com 298 passageiros, a principal explicação para o ataque, até o momento, seria o conflito entre Rússia e Ucrânia, que, segundo Jean contou com a participação direta dos Estados Unidos – agora apontado como possível culpado, juntamente com a Rússia. “Meu olhar sobre o episódio é mais humanitário e menos preocupado com a geopolítica”, declarou o parlamentar sobre o caso.
Segundo ele, “há outro lado nefasto no episódio”, já que do total de passageiros, havia mais de 100 pessoas que seguiam para a 20ª Conferência Mundial de Aids, na Austrália. “173 eram da Holanda, país referência no financiamento de projetos e no debate avançado sobre HIV e AIDS, dentre eles, Joep Lange, um cientista reconhecido mundialmente por ter dedicado mais de 30 anos da sua vida à pesquisa sobre o HIV e a Aids”, justificou. “Caso essas informações se confirmem, haverá um impacto dessas mortes nas pesquisas e nas políticas públicas futuras de prevenção e combate à AIDS – e isto é muito grave e desalentador!”, completou.
Jean garante não querer estimular mais uma “teoria da conspiração”, mas insiste em questionar: “o fato de haver especialistas em HIV/AIDS à bordo do avião terá sido uma mera coincidência ou pode apontar para uma outra explicação sobre o abatimento da aeronave numa região da fronteira entre dois países conservadores?”. Mesmo deixando claro se tratar de uma pergunta, o post já teve quase mil compartilhamentos e mais de 200 comentários, a maioria horrorizada com a posição do deputado. “Jean Wyllys, onde eu pego o alvará para falar bosta a vontade?”, escreveu o usuário João Júnior.Aqui

Continue lendo aqui>>>…

UM GENOCIDA DE SEU PRÓPRIO POVO: Dilma abre as portas da Granja do Torto para ditador cubano e diz que crítica é preconceito


Fique à vontade, ditador, que o povo está pagando a conta…
A presidente Dilma abriu as portas da Granja do Torto para hospedar o ditador cubano Raúl Castro, que a imprensa insiste em chamar de presidente. A oposição reagiu. PSDB, DEM e PPS criticaram duramente esse privilégio, esse tratamento diferenciado que Cuba recebe do governo petista:
Durante o dia, os opositores de Dilma questionaram o benefício. O líder do DEM na Câmara, deputado Mendonça Filho (PE), criticou o que considera tratamento diferenciado.
“Essa distinção por Cuba, depois de ter criado um programa de importação de médicos para financiar a ditadura cubana, garante a Raul Castro tratamento concedido apenas para outro ditador, o presidente da Venezuela e afilhado político de Hugo Chavez, Nicolás Maduro, nesses 12 anos de governo do PT. Essa simpatia por Cuba faz eco com o alinhamento do governo petista ao Foro de São de Paulo, união de países de cunho populista, autoritário e bolivariano, caso da Ilha dos Castro, da Venezuela e da Bolívia”, disse Mendonça Filho, em nota.
O PPS também questionou a hospedagem de Castro. O líder do PPS na Câmara, deputado Rubens Bueno (PR), apresentou requerimento de informações à Mesa da Casa para que o ministro de Relações Exteriores, Luiz Alberto Figueiredo, sobre o caso.
“Com tantos chefes de estado no país para reunião dos Brics e Unasul, causa estranheza o fato de somente Raul Castro ter sido convidado para se hospedar em residência oficial brasileira. É bom lembrar que a diplomacia brasileira sempre trabalhou com a imparcialidade. Para mim, isso nada mais é que um alinhamento político da administração petista com o governo cubano, que persegue dissidentes políticos, defende a censura e o cerceamento social”, disse.
Quer mais um carinho, ditador?





A presidente Dilma tentou se justificar. Alegou ser questão de reciprocidade. E ainda chamou de preconceito a crítica: “Se alguém tem preconceito com Cuba, não misture o preconceito com essas relações que são relações diplomáticas de alto nível”.
Sim, “presidenta”, temos “preconceito” (na verdade é um pós-conceito) contra ditaduras assassinas, que mantêm milhares de presos políticos, que tratam o povo todo como gado, que espalham miséria e opressão por meio século, que treinam terroristas do mundo todo, que servem de trampolim para traficantes de drogas.
Há aqueles que, em vez de preconceito, nutram profunda simpatia por gente dessa laia. Gostam de fazer afagos em tiranos assassinos. Adoram negociar com eles, financiar com o dinheiro dos pagadores de impostos regimes nefastos desse tipo, importar seus escravos, usar o BNDES para bancar reformas portuárias.
Entende a diferença? Há um abismo moral intransponível entre um lado e o outro. Uns abrem as portas da casa para tiranos; outros preferem bater a porta na cara desses assassinos.

Continue lendo aqui>>>…

Lula, Boulos e as fantasias burguesas


O MTST, os ditos "trabalhadores sem teto", está descontente com os serviços de telefonia. Na quarta, seus militantes protestaram na Anatel e nas respectivas sedes da TIM, Claro e Oi. Não deu tempo de ir à da Vivo. A turma agencia também essa causa. Um comunicado parece inaugurar a fase holístico-roqueira do socialismo: "Se acham que a gente vai se contentar só com nossa casa, estão enganados. Queremos moradia, transporte público de qualidade, telefonia e internet, e a gente não aceita pagar caro, não". É o "aggiornamento" dos Titãs –"A gente não quer só iPhone..."– e o embrião de um novo partido.
Guilherme Boulos, um dos comandantes do MTST e colunista desta Folha, traz consigo o charme irresistível da renúncia. Oriundo da classe média-alta, com formação intelectual, prefere dedicar-se à categoria dos "Sem" –até dos "Sem-Sinal" de telefonia. Lembro-me do fascínio que tive ao ler, aos 15 anos, "Minha Vida", a autobiografia de Trótski. Largou as benesses do pai abastado para morar no quintal do jardineiro Shvigovski, o revolucionário "do pomar". Um encanto!

A coisa meio chata para mim é que eu lia o livro com um fio de lâmpada sobre a cabeça, na cozinha de modestíssimos dois cômodos, à beira de um córrego fétido. Não demorei a entender que certa renúncia é um privilégio de classe, não uma superioridade moral. Dispensar a riqueza abre a vereda para a terra da santidade. A trajetória contrária é coisa de um parvenu. Muita gente com dificuldades de acreditar em Deus crê nos profetas.

Não falo de Boulos, mas do que ele representaria: o anunciador de uma nova era, quem sabe uma Idade de Ouro da real igualdade, uma espécie de celebração do encontro de Virgílio com Marx. "Ecce homo." Lula sempre constrangeu as esquerdas com suas grosserias. Em 1979, por exemplo, concedeu uma entrevista à revista "Playboy" (is.gd/g948iR) em que barbarizou.

Confessou, de modo oblíquo, que sua iniciação sexual se dera com animais. Pegava as viuvinhas que iam ao sindicato resolver problemas relacionados à Previdência. Conhecia o sogro de Marisa, sua atual mulher –então viúva–, e pensava: "Ainda vou papar a nora desse velho". Filosofou: "O problema de mulher é você conseguir pegar na mão. Pegou na mão"¦". Admirava pessoas "que estiveram ao lado dos menos favorecidos". Entre os mortos, Tiradentes, Gandhi, Che Guevara, Mao Tse-tung e Hitler ("mesmo errado" –ufa!!!). Entre os então vivos, Khomeini e Fidel Castro. Mas a semente estava lá. Pensou alto: "É preciso fazer alguma coisa para ganhar mais adeptos, não se preocupar com a minoria descontente, mas se importar com a maioria dos contentes". Poderia ser a divisa de um fascismo. Deu no petismo.

Poucos, ou ninguém, teriam sobrevivido àquela entrevista. As circunstâncias históricas –primeiro ano da "ditadura esculhambada", de Figueiredo– o salvaram. Era a suposta realização de um projeto acalentado por parte da esquerda: o "intelectual orgânico" da classe operária, que não mais distinguia o pensar do fazer. Em 1982, candidato ao governo de São Paulo, foi inquirido por Rogê Ferreira, do PDT: "Você é socialista, comunista ou trabalhista?". Lula mandou ver: "Sou torneiro mecânico". Marilena Chaui aplaudiu como se fosse Spinoza. Ela encontrava, finalmente, a "nervura do real".

Mas Lula também já é um parvenu. Há quem não goste dele não por aquilo que pensa, mas por ter traído supostos emblemas de sua "classe natural". O MTST, atuando como partido, resgata, por intermédio de sua principal liderança, certa pureza e certa crueza proudhonianas, distantes do legalismo petista. Ao movimento, tudo é permitido –violar leis ou furar a fila das pessoas que aguardam, pacificamente, por uma casa. Se preciso, a turma cerca o Poder Legislativo e sobrepõe a vontade de uns poucos milhares aos votos de muitos milhões. É a "democracia direta" reduzindo o grupo decisório para ganhar eficiência, compreendem?

Lula foi a encarnação do delírio das esquerdas à espera do "intelectual orgânico" da classe operária. Mas ele se aburguesou sem nunca ter buscado a altitude das ideias. Boulos, não! Ele nos devolve ao refinado Iluminismo francês. Os seus sem-teto são os "sans-cullotes" das fantasias jacobinas –que são, desde sempre, fantasias... burguesas!

***************

Comentário: Os VAGABUNDOS CHIQUES DO MST..A MAIOR BARBARIDADE DESDE 1.500 QUEREM ALCANÇAR O MUNDO BURGUÊS ATRAVÉS DA INVASÃO E ROUBO ALHEIO..MOVCC


Continue lendo aqui>>>…

  ©Template Blogger Elegance by Dicas Blogger.

TOPO