Desmoralizado e com medo, Lula comanda campanha mentirosa e covarde contra Alvaro Dias


Ucho.Info.

Sem controle – Que o objetivo de Luiz Inácio da Silva é blindar a si próprio a partir de ataques aos adversários todos sabem, algo que ficou ainda mais evidente na CPI do Cachoeira, criada por pressão do ex-metalúrgico, cujo objetivo era criar uma cortina de fumaça diante do julgamento do Mensalão do PT e vingar-se de Marconi Perillo (PSDB), governador de Goiás e um dos primeiros a denunciar o escândalo do Mensalão. O intento não logrou êxito, pois avançar nas investigações poderia atingir o próprio Lula e a atual inquilina do Palácio do Planalto, Dilma Rousseff.
Com a eclosão de novos escândalos de corrupção envolvendo o PT, como é o caso do esquema criminoso desmontado pela Operação Porto Seguro, os partidos de oposição decidiram não apenas cobrar explicações, o que é necessário, mas acenar com a possibilidade de criação da CPI da Rosemary, na qual Lula seria um dos investigados, já que a ex-chefe de gabinete do escritório da Presidência em São Paulo, indiciada pela PF, falava em nome do petista e apresentava como sua namorada.
No Senado Federal, quem liderou a cobrança de explicações de forma insistente foi o senador tucano Alvaro Dias, do Paraná, que a mando de Lula passou a ser atacado diuturnamente pela cibernética tropa de choque financiada pelo PT. Da noite para o dia, começaram a circular na internet alguns e-mails acusando Alvaro Dias de ter um patrimônio de R$ 16 milhões, de origem supostamente ilícita. Acontece que Lula ordenou o ataque, sem se certificar das armas que seriam utilizadas.
Durante a campanha de Fernando Haddad à prefeitura de São Paulo, petistas falavam abertamente nos bastidores que o partido fracassou na tentativa de encontrar algum fato que pudesse incriminar Alvaro Dias.
É importante lembrar aos leitores que o ucho.info não tem procuração para defender o senador tucano, mas apenas cumpre o compromisso de revelar a verdade dos fatos. Quem acompanha o nosso trabalho sabe que não fazemos jornalismo de encomenda e nem protegemos políticos corruptos ou assemelhados.
Como o PT está desesperado diante das incertezas que rodeiam o futuro de Lula, a ordem é atacar os adversários, mesmo que para isso seja necessário lançar mão de leviandades e mentiras, o que não causa surpresa aos que já conhecem o modus operandi do partido. O primeiro passo do esclarecimento é desvendar de onde a tropa de choque petista tirou o valor de R$ 16 milhões. Desrespeitadores da lei, os petistas se valeram de informação que consta de um processo que corre sob segredo de Justiça, onde a mãe de uma das filhas de Alvaro Dias, que está prestes a atingir a maioridade, pleiteia de maneira atabalhoada parte do seu patrimônio.
Nenhum cidadão brasileiro é obrigado a dividir antecipadamente o patrimônio entre seus herdeiros. E nessa prerrogativa legal se encaixa Alvaro Dias, que paga à filha a pensão estipulada pela Justiça, valor que é declarado à Receita Federal. Como os ataques petistas estão calcados sobre a mentira e violação de segredo de Justiça, o partido nada pode fazer contra o senador oposicionista, a não ser reconhecer seu direito de, na condição de eleito pelo voto popular, cobrar explicações sobre escândalos de corrupção envolvendo Lula e o PT.
O patrimônio da família de Alvaro Dias, com boa dose de certeza, ultrapassa o valor mencionado pelos kamikazes petistas, pois começou a ser construído por Silvino Dias, pai do senador paranaense, ainda no ano de 1938. Ou seja, há 75 anos, quando o messiânico e enrolado Lula ainda não havia nascido.
O PT adota esse jogo covarde e chicaneiro porque não tem qualquer prova cabal contra Alvaro Dias, mas precisa de todas as maneiras evitar que Lula seja alvo de investigações, pois do contrário o partido e seu líder-maior desaparecerão em questão de meses.
Ratificando o que sempre afirma o ucho.info, a vida deve ser pautada pela coerência e políticos devem ser tratados com isonomia, sem privilégio desse ou daquele. Os detratores que agem a mando de Lula lançam dúvidas sobre o patrimônio declarado de Alvaro Dias. Pois bem, que Lula explique a origem do dinheiro utilizado na compra do seu apartamento em São Bernardo do Campo. Se isso acontecer, será preciso chamar o ex-presidente da finada Transbrasil, Antonio Celso Cipirani, que deixou os funcionários com as mãos abanando, e o compadre de Lula, o advogado Roberto Teixeira.
Mas as explicações não param por aqui. Lula precisa explicar aos brasileiros o motivo que levou uma concessionária de serviço público, no caso a outrora Telemar, a despejar R$ 5 milhões na empresa de Fábio Luís Lula da Silva, um ex-monitor de zoológico que milagrosa e inesperadamente transformou-se em empresário rico e de sucesso. Outro capítulo que merece explicação é a origem do dinheiro – R$ 1,7 milhão – apreendido pela Polícia Federal com os “aloprados” que encomendaram o Dossiê Cuiabá. Desde 2006, ninguém ousou apresentar-se como dono da soma.
Para não pressionar de forma excessiva alguém que recentemente teve alta médica após longo e penoso tratamento contra um câncer na laringe, cobramos de Lula apenas mais duas explicações: 1) A verdade sobre a morte de Celso Daniel, que foi brutalmente assassinado apenas porque discordou da destinação dada ao dinheiro das propinas arrecadadas em Santo André. 2) O paradeiro dos R$ 100 milhões que foram desviados da Bancoop, deixando mais de três mil mutuários na mão.
Por piedade deixaremos para outra ocasião os casos do sumiço do crucifixo do gabinete presidencial; a compra de um relógio Cartier, em Nova York, com cartão de crédito da Presidência; e um saque em dinheiro, de mais de US$ 80 mil, feito também com o cartão de crédito corporativo na Europa.
Ante de ordenar esses insanos ataques aos adversários, o que denota desespero, Lula deveria fazer um exame de consciência, pois qualquer lance errado a essa altura representará um xeque-mate político.
A reportagem do ucho.info entrou em contato com o senador Alvaro Dias, que disse ter todos os documentos que comprovam a origem do seu patrimônio. Sobre o processo que tramita na Justiça, o parlamentar preferiu não comentar, pois o mesmo está sob segredo de Justiça, como já informamos anteriormente.
No contraponto, Lula, o abusado, tem coragem para fazer o mesmo que seu desafeto? Ou deixará que seus capachos de aluguel continuem espalhando mentiras na rede mundial de computadores, repetindo o gesto covarde de Fernando Collor, em 1989, que o obrigou a mandar sua filha, Lurian, a se refugiar em Paris, no apartamento de Luis Favre, que tempos depois acabou casando com Marta Suplicy?http://ucho.info/desmoralizado-e-com-medo-lula-comanda-campanha-mentirosa-e-covarde-contra-alvaro-dias

3 comentários:

GILBERTO ALVES OLIVEIRA disse...

A materia contida na midia, com referencia ao patrimonio que saltou de 1,9 milhões para 16 milhões, deve ser explicada pelo senador Alvaro Dias, esse negócio de ficar jogando pedras nos adversarios, hoje não faz mais a cabeça dos eleitores, porque a Receita Federal está processando o Senador em comento, a explicação sobre o elevado numerário em seu patrimonio, quem tem mais interesse são os eleitores do Paraná, 2014 está chegando, DPF, MPF e RF e JF com as medidas a serem adotadas a espécie, p\ra o bem do povo e felicidade geral da nação.

Anônimo disse...

A oposição teve todas as provas para derrubar o Lula do poder quando foi escancarado o escândalo do mensalão e não fez nada.Como também não está fazendo nada agora.
O papel da oposição é defender a nação dos usurpadores do poder.Basta pra isso organizar movimento de rua, convocar a população a lutar contra a horda bandida que tomou o poder.São 80 milhões de brasileiros que não votaram na Dilma.

Anônimo disse...

Ô gilberto petralha,porque o senador tem que explicar as mentiras dos bandidos petistas,e o luladrãonão explica a verdade de seus 2 bilhões de dolares segundo a forbes.
petralha é uma gentalha mesmo,como não tem como se defender com a verdade,usam os capachos para atacarem com mentiras.

cusp...cusp...cusp...