Lula não deveria se chatear com a ação dos companheiros de badernas, pois não há notícia no mundo que um corrupto de quadro costado precise de um instituto para propagar suas ideias e modus operandi. Que os sem-terra fiquem onde estão, pois veneno caseiro ninguém gosta de provar

Lula fica chateado com a invasão do seu instituto e Okamotto discorda do método dos sem-terra




Veneno caseiro – O tempo é o senhor da razão. E Lula há de perceber isso, pois o relógio na para. Informado pelo trem-pagador Paulo Okamotto sobre a invasão do instituto que leva o seu nome, por integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra, Lula se limitou a dizer estar chateado, pois foi obrigado a mudar a agende, disse o presidente do órgão. “Relatei o movimento e ele ficou chateado porque o pessoal invadiu e ele teve de mudar a agenda, mas faz parte”, disse Okamotto.

De acordo com Paulo Okamotto, que é presidente do instituto, Lula iria ao escritório nesta quarta-feira (23), mas decidiu viajar para local ignorado. Okamotto aproveitou para dizer que o grupo tem o apoio do ex-metalúrgico, mas que ele [Okamotto] discorda do método dos invasores. “Eles têm a solidariedade do presidente Lula para resolver o problema do assentamento e de todos nós. O que eu não posso concordar é com os métodos que eles estão usando. Eu acho que é inadequado, não pediram sequer uma audiência. Nunca pediam apoio”, disse.

Homem de confiança do ex-presidente, Okamotto disse que tudo o que o instituto poderia para os invasores, além de oferecer “café e água” já foi providenciado. “Mais do que isso é dizer que o movimento deles está certo, mas que a forma não me parece muito correta”, completou.

O interessante nessa história, em que Lula e seus compadres sentem na pele a sandice de tudo o que eles próprios durante décadas pregaram a e apoiaram, é que esse tipo de vandalismo só á válido na propriedade alheia. Quando o alvo é alguma propriedade petista o caso é considerado absurdo.

Quando o MST invadiu e destruiu uma fazenda de Fernando Henrique Cardoso, no interior de Minas Gerais, com os integrantes acabando com tudo o que tinha na casa-sede, o PT não apenas apoiou a invasão, como riu da situação do então presidente, que mais tarde vendeu a propriedade.

A mesma postura, a de desfaçatez, teve o então presidente Lula por ocasião da invasão e destruição da Câmara dos Deputados, em junho de 2006, ação coordenada pelo petista Bruno Maranhão, que depois do episódio continuou integrando a cúpula do PT e sendo recebido no Palácio do Planalto.

Lula não deveria se chatear com a ação dos companheiros de badernas, pois não há notícia no mundo que um corrupto de quadro costado precise de um instituto para propagar suas ideias e modus operandi. Que os sem-terra fiquem onde estão, pois veneno caseiro ninguém gosta de provar.

5 comentários:

Wilson luis chiconelo disse...

Piqueteiro e grevista. Sabe como Ele se criou aqui em S.B.C.. Meteu o dedo no corte para pegar o seguro e ir pro sindicato. Quem tem um começo sujo termina assim. Quantos metarlurgicos foram demitidos por causa dele fazer piquete.

Anônimo disse...

Parece que já começa a provar do proprio veneno; por essa não esperava.
Outras poderão vir em cascata se a jogada der certo; se não, sentirão que não são amigos de fato, só de bicoe poderiam reagir doutra forma pior.

Anônimo disse...

HUUUUUUUUUMMMMMMMMMMMMMMMM… JÁ ENTENDIIIIIIIII…
São as velhas e insinuantes táticas dos comunistas adentrando paulatinamente numa sociedade já bastante descristianizada, desfamiliarizada, bastante alienada mas bastante introjetada na doutrina ensinada pelo MARXISMO CULTURAL de caráter material-ateísta, em aversão particular à doutrina da Igreja católica, em que os pais serão substituídos gradativamente pelo Estado e seus ensinamentos, “sr. deus todo poderoso”, como acontecia na antiga União Soviética e países satélites da Europa Oriental.
Eles são assim: sempre se apresentam como soluções para isso e aquilo, justificam-se como benéficos, mas o intuito seria prepararem-se as novas grações dentro dos padrões da Nova Ordem Mundial: seres alienados e subservientes ao deus-Estado, e quando estiverem caídos nas armadilhas serão comparaveis ao estado de miserabilidade do povo, ou gado confinado, do “paraíso comunista” – Cuba.
Faça turismo lá e confira, denunciado até por jornalistas esquerdistas que se deprimiram de ver a situação calamitosa do povo cubano…
Talvez seja 2014 a última chance de tirar essas imundícies do poder.

Anônimo disse...

HUUUUUUUUUMMMMMMMMMMMMMMMM… JÁ ENTENDIIIIII…
São as velhas e insinuantes táticas dos comunistas adentrando paulatinamente numa sociedade já bastante descristianizada, desfamiliarizada, bastante alienada mas bastante introjetada na doutrina ensinada pelo MARXISMO CULTURAL de caráter material-ateísta, em aversão particular à doutrina da Igreja católica, em que os pais serão substituídos gradativamente pelo Estado e seus ensinamentos, “sr. deus todo poderoso”, como acontecia na antiga União Soviética e países satélites da Europa Oriental.
Eles são assim: sempre se apresentam como soluções para isso e aquilo, justificam-se como benéficos, mas o intuito seria prepararem-se as novas grações dentro dos padrões da Nova Ordem Mundial: seres alienados e subservientes ao deus-Estado, e quando estiverem caídos nas armadilhas serão comparaveis ao estado de miserabilidade do povo, ou gado confinado, do “paraíso comunista” – Cuba.
Faça turismo lá e confira, denunciado até por jornalistas esquerdistas que se deprimiram de ver a situação calamitosa do povo cubano…
2014 seria a última chance de tirar esses comunistas: aproveitemos a chance!

Stanley disse...

HUUUUUUUUUMMMMMMMMMMMMMMMM… JÁ ENTENDIIIIII…
São as velhas e insinuantes táticas dos comunistas adentrando paulatinamente numa sociedade já bastante descristianizada, desfamiliarizada, bastante alienada mas bastante introjetada na doutrina ensinada pelo MARXISMO CULTURAL de caráter material-ateísta, em aversão particular à doutrina da Igreja católica, em que os pais serão substituídos gradativamente pelo Estado e seus ensinamentos, “sr. deus todo poderoso”, como acontecia na antiga União Soviética e países satélites da Europa Oriental.
Eles são assim: sempre se apresentam como soluções para isso e aquilo, justificam-se como benéficos, mas o intuito seria prepararem-se as novas grações dentro dos padrões da Nova Ordem Mundial: seres alienados e subservientes ao deus-Estado, e quando estiverem caídos nas armadilhas serão comparaveis ao estado de miserabilidade do povo, ou gado confinado, do “paraíso comunista” – Cuba.
Faça turismo lá e confira, denunciado até por jornalistas esquerdistas que se deprimiram de ver a situação calamitosa do povo cubano…