ESTOU PEDINDO QUE SE DEVOLVA AO PÚBLICO AQUILO QUE AO PÚBLICO PERTENCE


"Quero aproveitar aqui e colaborar com a cidade e fazer uma proposta aos meus colegas desta Casa legislativa. Todos sabemos que há uma grande carência de terrenos na cidade para a construção de creches, de escolas, de casas. Por isso, peço para que se revogue, na forma da Lei, a concessão de um terreno da Prefeitura de mais de quatro mil metros quadrados feita a uma instituição de caráter privado, o Instituto Lula, e, por esta área, dar início ao programa de construção de creches para ampliação das vagas em São Paulo.

Troque, senhor Prefeito, a cessão de um terreno a um grupo privado pela cessão de um terreno às creches que São Paulo ainda precisa!


Não, senhores! Não vai bravata nisso que digo. Não estou pedindo ao Prefeito que realize o impossível. Ao contrário: ESTOU PEDINDO QUE SE DEVOLVA AO PÚBLICO AQUILO QUE AO PÚBLICO PERTENCE."

2 comentários:

Norival de Mendonça disse...

Não que eu seja pessimista, muito pelo contrário, mas o pedido do Andrea Matarazzo, para que se devolva para a prefeitura de São Paulo, o terreno doado para o Instituto Lula, é praticamente impossível, se não vejamos:
Vcs acham que o prefeito Fernando Haddad, que foi praticamente colocado" na prefeitura de São Paulo, pelo Lula, vai, nesta altura do campeonato, "tirar" o terreno do Instituto Lula? Mas nem a pau, Juvenal. Só no dia em que o saci, "cruzar as pernas". Estes 4.000 metros quadrados, já éra.

Anônimo disse...

Sua visão do assunto não é pessimista, é realista. Não precisa ser gênio para entender que o que é público se transforma em moeda de troca por poder no meio político.

Brasileiro acha que é dono de algo neste país mas de dono do que? Ele para morar paga aluguel(Imposto anual terra, não existe título de propriedade em nosso país), ele é super taxado para poder se alimentar, se locomover e se tratar, tem um monte de normas de controle que consome tempo e dinheiro de todos, temos restrição a opinião(não oficial mas extra oficialmente quem discorda dessa bandidada está colocando sua reputação/vida em risco). Este país não é nosso, nunca foi e nunca será, quem quer que governe vai cobrar caro por isso e todos tem que pagar, problema maior é que nosso povo que é sadomasoquista gosta dos mais cruéis e ladrões para cumprir horrenda tarefa.

o lulla socialista pai de 30 milhões de pobres e deus da fome zero, se recusa a ceder aquele terreno que faz parte de seus bens particulares por motivos esnobes e egoístas. Um homem vaidoso ao ponto de causar o sofrimento de milhares de mães e pais que não tem onde deixar seus filhos para poder trabalhar e pagar o imposto que se fartou tão bem o lulla/lullinha durante seu governo e onde seu partido ainda se farta.

Só alguém mentalmente inepto não percebe o verdadeiro caráter do lulla e dos deputados paulistas, saudade do tempo que se fazia isso as escondidas, hoje eles dão o que é do povo na cara de todo mundo e ainda marginaliza/mata quem é contra o óbvio, crimes são cometidos diante de todos e quem reclama é silenciado, igualzinho aos ambientes mafiosos encontrados em tantos filmes do gênero. Brasil não é mais país faz tempo, é um depósito de idiota e burro que são escravos de uma elite mafiosa ter cada vez mais dinheiro e poder. Milhõs de pessoas com medo de umas mil, impressionte isso, em nosso país só o que é gigante é o tamanho da covardia que este povo está.