Coronel tem clavícula quebrada e arma roubada em ato em SP, diz PM. PM diz que soldado que auxiliava coronel também foi agredido por 'black blocs'. Dois suspeitos da agressão ao oficial foram presos, diz delegado-geral.



G1
A Polícia Militar (PM) afirma que o coronel Reynaldo Simões Rossi, comandante do policiamento da área Centro, teve a clavícula quebrada em agressão cometida por um grupo de black blocs na noite de sexta-feira (25). Além disso, o oficial teve a sua pistola .40 e um rádio comunicador roubados, segundo nota da PM (veja íntegra abaixo).
O delegado-geral da Polícia Civil de São Paulo, Luiz Maurício Souza Blazeck, disse aoG1 que aos menos duas pessoas foram presas suspeitas da agresão ao oficial. A Secretaria da Segurança Pública (SSP) informou que o homem de arma em punho e sem máscara que aparece em fotografias do tumulto (como a publicada acima) é um soldado que o auxiliava e dirigia o carro do coronel no momento da confusão.
A agressão ocorreu durante protesto organizado pelo Movimento Passe Livre (MPL) que terminou com invasão do Terminal Parque Dom Pedro II e vandalismo contra ônibus. Agências bancárias de ruas do Centro também foram depredadas.
(O G1 acompanhou em tempo real a manifestação, em fotos e vídeos: veja aqui.)

PS: Atenção povo brasileiro! Nunca vimos em toda história do nosso país, a polícia APANHAR de terroristas mascarados. Cadê a lei de Segurança Nacional  proclamada dias atrás pelo nosso governador Geraldo Alckmin. Em qualquer outro país, esses criminosos estarim na cadeia ou mortos, porque a polícia tem autoridade em qualquer parte do mundo.MOVCC

3 comentários:

Lincoln Willian Polycarpo disse...

Onde estão as lideranças deste nosso querido Brasil? Vemos a cada dia nossas instituições sendo destruídas e chincalhadas por grupos da esquerda articulada. Onde estão os nossos? Militares de patente que cumprem seus deveres são ridicularizados e apanham na rua. Meu protesto, e vergonha, por não ver reação efetiva a estas afrontas.

Lincoln Willian Polycarpo disse...

Onde estão as lideranças deste nosso querido Brasil? Vemos a cada dia nossas instituições sendo destruídas e chincalhadas por grupos da esquerda articulada. Onde estão os nossos? Militares de patente que cumprem seus deveres são ridicularizados e apanham na rua. Meu protesto, e vergonha, por não ver reação efetiva a estas afrontas.

Anônimo disse...

É inaceitável assistirmos um coronel da Polícia Militar sendo agredido covardemente por criminosos que se dizem manifestantes. Se os políticos ficarem calados mais uma vez não poderão reclamar dos próximos acontecimentos. Serão culpados por qualquer crime que venha ocorrer ! Rápidas providências são requeridas !