A Globo e o Brasil. Mudança de postura?



   Uma reportagem da semana passada (07/06/2014) da Revista The Economist alerta para o perigo de se ter uma empresa das dimensões da Rede Globo de Televisão. Segundo a revista, a grande rede de TV tem todos os dias uma audiência de mais de 50% da população brasileira. Quando a GLOBO publicou ha alguns meses uma nota de repúdio ao Golpe Militar de 1964 certamente o fez sabendo que, ao pedir desculpas pelo apoio que a rede de TV deu aos militares, estaria manipulando as mentes de milhões de brasileiros para acreditar que políticos como Dilma Roussef e José Genoino realmente lutavam por democracia. Com essa atitude demonstrou irestrito apoio à Presidente Dilma e à Comissão da "Verdade" por ela instituida.
   Nada na Globo acontece por acaso. A rede, com o poderio que tem, é capaz de moldar opiniões, manipular grandes grupos e levantar ou derrubar qualquer político brasileiro ao simplesmente citar ou omitir seu nome.
  O concorrente mais poderoso da rede Globo é a TV Record, tem uma quota de audiência de apenas cerca de 13%. A rede de transmissão mais popular da América, CBS, tem uma mera quota de 12% de público durante o horário nobre, e seus principais concorrentes têm em torno de 8%. A Globo tem em média 60% no horário nobre. Isso é algo incrível, ao mesmo tempo que perigoso. É muito poder nas mãos de uma só empresa.Mais de 6 bilhões de dólares, foi o montante faturado pela drede GLOBO DE TELEVISÃO em 2013.
   No Brasil de hoje há dois grandes empresários da publicidade, Globo e Google. E há grande tendência de que o segundo cresça cada vez mais, em detrimento do primeiro. A grande rede de TV vai fazer de tudo para não perder o espaço que já possui.
 Essa semana a esquerda caiu de pau em cima dos telejornais globais, para eles a rede de TV não deveria ter mostrado a vaia e xingamentos contra a Presidente Dilma Roussef. Nessa quarta-feira Gilberto Carvalho passou horas com membros do governo, blogueiros e jornalistas da esquerda, para tentar articular uma reação visando a aprovação do decreto polêmico de Dilma. Durante a reunião surgiram várias cobranças sobre redistribuição de verbas publicitárias e regulação da mídia. Houveram também sugestões para que o governo use a rede de TV estatal (rede Brasil) para defender seu decreto de implantação de conselhos populares.
   A rede GLOBO não mostrou a vaia por acaso, a empresa tem sido fortemente atacada nas redes sociais, acusada de proteger o governo atual em seus telejornais. Nas manifestações do ano passado repórteres e agências da Globo foram atacados pela população. Talvez a aparente mudança de postura, e ampla transmissão da vaia, tenha sido parte  de um plano, uma tentativa de fazer as pazes com a sociedade de direita, que defende o que os militares fizeram em 1964 na mesma proporção em que se opõe à Dilma Roussef. 
  Veja a Capa do G1 dessa quarta (18/06/2014), pode-se observar logo de cara três críticas: "governo é corrupto", "pacote de bondades" e excesso de ministérios. Reportagem do fantástico da semana passada sobre a compra de votos e corrupção também irritou bastante os politicos brasileiros, o governo tem maioria no Congresso e qualquer crítica contra os parlamentares prejudica diretamente o PT. A Globo finalmente teve coragem de tocar numa ferida que ja tocamos aqui diversas vezes, lembrou que os três maiores doadores de campanhas no Brasil são empreiteiras.
 Continue a leitura aqui  

4 comentários:

Anônimo disse...

Sabe o que estaria acontecendo: A Globo, tida como capacho do PT, vendo que o povão está caindo em cima do PT - Aécio está muito agressivo e arrebentará nos debates com o PT desesperado - e o pau que toma na redes sociais está querendo sair do PTitanic afundando e é bom, quem sabe, fazer como o PMDB do Renan: o que tiver chance de vencer, esse é o nosso escolhido!
Nesse caso, pelo povo rejeitar o PT e ela então é bom logo ir saindo de fininho...

Anônimo disse...

Não esperem melhorias. A política é sempre a mesma: Dar com uma mãos enquanto rapidamente tira com duas,mesmo faltando um dedinho...

Anônimo disse...

Desculpe, sou um cidadão de classe média, branco, faço parte da dita elite de olhos azuis. É óbvio que não compactuo com a presidente Dilma, com os quadrilheiros petistas ou com os companheiros da papuda. Mas isso não significa que algum dia eu vá concordar com o golpe militar de 64. Não é porque estamos numa República socialista corrupta, com a companheirada enchendo os bolsos de propina, que vou dizer que o governo militar tenha sido bom. Concordo, porém, que do jeito que a situação está, com o fim da meritocracia e a progressiva implantação do comunismo no Brasil?, o governo ditatorial militar foi melhor que a ditadura de esquerda que hoje vem sendo desenvolvida

Ajb Imóveis disse...

Eu sou brasileiro,defensor ferrenho da democracia. Não vejo situação de ditadura de esquerda no Brasil. Vivemos um processo de fortalecimento da democracia e o PT não é um partido comunista,pois, se fosse , não teria cooptado com a direita e a elite brasileira para fazer um governo tão "neoliberal". Acho que os militares foram um golpe tão mediocre que não conseguiu se soltar das garras das grandes incorporações inclusive da Globo e se tornou antro de uma corrupção gigantesca acobertada pela censura , tortura e difamação dos idealistas resistentes.Ditadura nenhuma presta seja capitalista, militar ou de esquerda. ditadura não suporta democracia e a democracia não suporta ditadura. Querer defender o capitalismo atacando comunistas é estratégia de tiranos e despotas que se apoderam dos governos através da força.A elite não suporta ver o escravo se libertando. O que vivemos hoje no Brasil é um golpe patrocinado pela Globo/EUA/judeus extremistas, nazifascistas, militares reacionários, tipo Bolsonazi, latifundiarios escravagistas, judiciário corrompido e comprometido com o golpe, um STF covarde e prostituto do direito legal agindo para atender interesses da Venus platinada.O que acho mais sórdido de tudo isso é ver "cristãos" defendendo demonios travestidos de moralistas, de politicos, de juizes da causa própria. O golpe não vingará! A democracia tem que prevalecer sobre todas as ditaduras. Brasil!!!!!! Resista aos nazistas, fascistas, golpistas, extremistas da direita, midia golpista, togados salafrários e STF corrupto e lacaio. Golpistas não passarão!!!!!!!!!