No Maranhão, boato revelou fraudes de vereadores beneficiários do Bolsa Família



Raimundo Garrone, Odilon Rios e Cristiane Sampaio, Especial para O Globo


SÃO LUÍS, MACEIÓ E FORTALEZA – A investigação sobre a origem da onda de boatos levou a denúncias contra vereadores de pequenos municípios maranhenses que também estão recebendo o Bolsa Família. Em Coroatá, a 247 quilômetros de São Luís, o vereador Juscelino do Carmo Araújo (PT) foi denunciado por receber o benefício mesmo tendo declarado à Justiça Eleitoral possuir patrimônio de R$ 320 mil. O caso foi denunciado na Câmara Municipal pelo vereador Júnior Buhatem (PMDB).
Já em Fortaleza dos Nogueiras, a 661 quilômetros de São Luís, a denúncia também foi em sessão da Câmara, contra o vereador Edimar Dias (PSD).
O prefeito do município, Elimar Nogueira (PR), que fez questão de acompanhar a sessão, disse que tem provas.
— O cidadão está, desde o seu primeiro mandato, recebendo auxílio da Bolsa Família junto com sua esposa? Isso não precisa ser apurado, tenho documentos, fomos à Caixa, e o dinheiro está sendo depositado na conta do vereador — acusou Elimar.
A Polícia Federal, que está investigando os boatos no Maranhão, não quis se pronunciar sobre o assunto.
Entre os beneficiários, as reações diante dos boatos foram variadas. Com três filhos, Rojane dos Santos Martins foi uma das milhares de maranhenses que entraram em desespero quando soube que o Bolsa Família poderia acabar e que ela teria até a meia-noite para sacar o dinheiro na Caixa. Foi a mãe dela quem ligou na noite de sábado dia 18 repassando a notícia.

— Entrei em pânico, chamei a vizinha que também recebe o Bolsa Família, e corremos para a Caixa, onde graças a Deus conseguimos sacar o nosso dinheiro — recorda-se ela. — Quando cheguei à Caixa, foi aquela agonia, gente chorando porque não tinha caído seu dinheiro na conta. Todo mundo dizia que soube por outra pessoa, e ninguém nos explicava nada. Continue lendo aqui

2 comentários:

Flavio Souza disse...

O truque é velho, como antigamente recebiam aposentadoria de gente já morta em esquemas milionários pelo INSS, o que é novo é que sabemos que o mesmo truque se espalha por todos os projetos "sociais" que o governo diz que faz, na verdade não é novo tmb, isso a gente já sabia que fazem, esse PAC tmb tão comendo tudo o que podem, já deram um nome sugestivo (PAC - PAC-Man ou PAC MANIA ou famoso come-come jogo do Atari). Os piores bandidos do país sentaram no trono e declaram: Que comecem a pilhagem!

Analisando um quadro vemos o seguinte: Desde a era lulla nossos gastos aumentam de forma estratosférica, por consequência disso os impostos aumentam cada vez mais. Nossa dívida já chega a 3 trilhões e o país não dá conta de pagar sequer os juros, nosso PIB é negociado em uma mesa longe do governo por diretores financeiros. Resultado disso é que um pequeno grupo de pessoas vão ficar com o monopólio de todas as reservas e capital de giro do país, e o poder político comandado pelo PT tem uma militância de 5 milhões de idiotas que do dia pra noite pode sair apavorando e causando pânico geral no povo, ai temos o que se chama "Socialismo" - o próprio nome já diz, é uma associação entre grupos interessados. Este é o passo final para o comunismo que seria o regime que todos vão adorar, se trata de eles escolherem um sujeito mais louco e sanguinário no meio deles para nos pisar e trazer a morte. Todos os regimes comunistas foram assim e o são hoje, eles mudam os métodos mas o objetivo sempre o mesmo, controle, poder e um governo eterno de seu consórcio macabro.

Marcio disse...

A FARRA NO BOLSA FAMILIA NO MARANHÃO DO SARNEY DO PT, HEM?
BOLSA FAMILIA = TAMBÉM: BOLSA PRÁ DROGAS, AJUDA DE CUSTO, PRÁ COMPRAR CALÇA DE MARCA, CATIVAR VOTOS...
O governo oferece o bolsa–família para o povo pobre - aproveitam-se e entram espertalhões, comodistas, malandros, preguiçosos e parasitas. Como esse mesmo povo não tem conscientização política - a muitos não interessa e menos ainda ao governo - todos aceitam naturalmente, como se fosse algo normal ou correto. Ninguém nunca imaginaria que, agindo assim, vende a sua própria alma, e se torna escravo de quem lhe oferece tal coisa.
Isso gera um ciclo vicioso: o povo, por não achar outras alternativas - o próprio governo poderia se interessar em o deixar aprisionado a ele - acaba viciando-se na malandragem, preguiça, parasitagem ou semelhante e aceitando a ajuda que lhe é oferecida, daí condiciona que só vota em quem lhe oferece a mesma ajuda, para não a perder.
Resumindo: aceitar o bolsa–família na malandragem é como prostituir-se, vender a dignidade e alma ao diabo em troco de uma miséria como essa. Enquanto o povo não se conscientizar e não quebrar esse maldito pacto que fez com o diabo de votar em troca de ajuda ou de qualquer outro assistencialismo eleitoreiro, se comparará a uma prostituta que vende seu corpo por dinheiro e que se prende a alguém ou partido por bens, dando-lhe seus preciosos votos, mesmo sabendo que esse governo é corrupto e que isso é uma tapeação.
Assim agindo, nunca acabará a corrupção da nossa política e com ajuda dos próprios que se deixam alienar, e os que agem de forma apenas parasitarias não passariam de prostitutas, são os eleitores que compartilham de tudo que fazem os governos materialistas e ateus comunistas como o PT, como também no aborto, pedofilia e dando forças para a corrupção tornar-se endêmica cada vez mais.