GENERAL SE ESQUIVA DE CASSAR MEDALHA DE GENOINO

   

  Ainda bem que o Brasil não vai à guerra: o comandante do Exército, general Enzo Peri, coitado, foge como o diabo da cruz da obrigação de confiscar a Medalha do Pacificador, entregue em 2003 a José Genoino, mensaleiro do PT-SP, hoje presidiário. O artigo 10 do decreto 4.207/02, que regulamenta a comenda, determina sua cassação em caso de condenação judicial por “crime ou atentado contra o erário”. É o caso.

·         É OBRIGAÇÃO
Segundo o decreto 4.207, a cassação da Medalha do Pacificador “será feita ex officio (por obrigação) em ato do comandante do Exército”.

·         ME ERREM
Há duas semanas o general Enzo Peri se esquiva de responder se cumprirá o que determina o decreto, cassando a medalha de Genoino.

·         MEDO INDEVIDO
Fonte do Palácio do Planalto garante que o medo do general Enzo Peri não procede: Dilma não o proibiu de retirar a medalha de Genoino.

5 comentários:

Anônimo disse...

Se a lei garante ao General tomar essa iniciativa, não tem por que esperar a Presidenta dar ordem. Creio que o General está consultando seus pares e a medalha será solicitada de volta.

Anônimo disse...

A medalha deverá ser cancelada.Nossos dignos militares não têm porque ter receio da Presidenta

Anônimo disse...

O problema é que o país não tem mais militares!!!!!

Anônimo disse...

COVARDE! COVARDE! COVARDE!
TOME TENENCIA! CUMPRA SEU DEVER!
HONRE A FARDA QUE VESTE!
CAXIAS, OSORIO, RONDOM, CASTELO BRANCO, E OUTROS, TODOS HOMENS HONRADOS, ESTAO SE REVIRANDO NA COVA AGORA!
VC NOS ENVERGONHA!
E.B.

Iara Corrêa disse...

A retirada da Medalha, por justa causa, seria entre outras coisa uma declaração de guerra a tudo o que acontece de errado nessa política suja e disso depende de mais estratégias ou outro motivo muda o sentido das coisas?