EXCLUSIVO: SENADOR DELCÍDIO DO AMARAL FECHA ACORDO DE DELAÇÃO PREMIADA LÍDER PRESO DO GOVERNO DILMA FECHA ACORDO DE DELAÇÃO PREMIADA

DELCÍDIO DO AMARAL É O PRIMEIRO SENADOR PRESO NO EXERCÍCIO DO MANDATO. FOTO: GERALDO MAGELA/SENADO

O líder do governo no Senado, Delcídio do Amaral (PT-MS), preso desde o último dia 25 de novembro, fechou acordo de delação premiada no âmbito da Operação Lava Jato, da Polícia Federal. O líder do governo Dilma no Senado foi preso em flagrante por tentar obstruir as investigações da PF e o Senado confirmou sua prisão. O acordo é negociado entre o Ministério Público e Justiça Federal e o advogado de Delcídio, Maurício Silva Leite.
A delação de Delcídio ligou o alerta de pânico no Palácio do Planalto. Como líder do governo Dilma no Senado, ele era o responsável por todas as negociações da presidente com sua base de apoio no Senado e na Câmara dos Deputados.
O líder do governo Dilma havia sido citado pelo ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró, que o acusou de participar de um esquema de desvio de recursos envolvendo a compra superfaturada da refinaria de Pasadena, nos EUA. Flagrado numa gravação feita pelo filho de Cerveró, o senador ofereceu R$ 50 mil mensais para que o ex-diretor da Petrobras não participasse da delação premiada, e ainda planejou a possibilidade de fuga.
Delcídio foi preso na mesma fase da Lava Jato que o banqueiro André Esteves, do BTG Pactual, do chefe de gabinete do senador, Diogo Ferreira e o advogado Edson Ribeiro, que estava foragido até dias atrás. Todos foram presos preventivamente por tentar interferir nas investigações da Lava Jato. Leia mais em Diário do Poder

Um comentário:

Anônimo disse...


PROCURADO JOSUÉ DOS SANTOS FERREIRA, Falso Deputado.

TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 3ª REGIÃO

D.E.

Publicado em 14/08/2014
RECURSO EM SENTIDO ESTRITO Nº 0001218-71.2013.4.03.6181/SP
2013.61.81.001218-9/SP
RELATOR : Desembargador Federal ANDRÉ NEKATSCHALOW
RECORRENTE : Justica Publica
RECORRIDO(A) : JOSUE DOS SANTOS FERREIRA
ADVOGADO : SP126257 RICARDO SEIJI TAKAMUNE e outro
No. ORIG. : 00012187120134036181 4P Vr SAO PAULO/SP

Requer a intimação do denunciado Josué dos Santos Ferreira para que retire o Brasão da República de todas as páginas do sítio eletrônico do Instituto de Estudos Legislativos Brasileiro (www.idelb.org.br), no prazo de 3 (três) dias úteis após a intimação, sob pena de efetiva suspensão das atividades do Instituto e de expedição de mandado de prisão;
Link:
http://web.trf3.jus.br/acordaos/Acordao/BuscarDocumentoGedpro/3692504
http://www.prdf.mpf.mp.br/imprensa/arquivos_noticias/recomendacao-apolesf.pdf